Uma Vida Doada: Biografia do padre Nazareno Lanciotti é lançada em Jauru

Compartilhe

Por: Ronildo dos Anjos


Um evento que vai ficar na memória de todos que participaram. Assim pode ser descrito o lançamento da biografia do padre Nazareno Lanciotti, na noite desta quinta-feira (29/06), em Jauru-MT.

A obra, do escritor italiano Ivaldo Riva, foi lançada há dois anos (em italiano), na Itália. A biografia do padre, foi escrita a pedido do Monsenhor Ermínio Celso Duca (pároco da paróquia N.S do Rosário de Fátima, Araputanga-MT)e foi traduzida para o português.

A obra, traz o registro da biografia do padre Nazareno e sua valiosa contribuição para o desenvolvimento social, cultural e religioso da diocese São Luiz de Cáceres e, em especial a cidade de Jauru; uma jornada missionária do servo de Deus, que deixou suas terras (Itália), vindo para terras estranhas, longe da família, onde enfrentou grandes desafios para levar o Evangelho de Cristo.

O livro “Uma Vida Doada”, apresenta a história do padre, relatando os inúmeros trabalhos que ele desenvolveu ao longo de seu Ministério, para ajudar os pobres, idosos, crianças e toda Igreja, até a efusão de seu sangue, no ano de 2001, quando foi martirizado por amor a Cristo e sua Igreja.

CERIMÔNIA

Após a celebração da Santa Missa, todos os convidados participaram da cerimônia de lançamento do livro. Várias autoridades civis e religiosas prestigiaram o evento.

O pároco da paróquia Nossa Senhora do Pilar (Jauru), padre Agnaldo, deu as boas-vindas a todos e falou da alegria de poder organizar o evento.

O pároco de Araputanga, Monsenhor Celso Duca, que era amigo particular de padre Nazareno, emocionou muitos com suas palavras. Monsenhor Celso, disse que foi até Roma, atrás de informações sobre a vida do padre Nazareno. “Juntei todos os documentos, acontecimentos de sua vida e morte”.

“Padre Nazareno morreu como um mártir, um arauto, morreu pelos seus jovens, sua paróquia, suas ovelhas. Até mesmo na hora de morrer disse: Se tem que fazer o mau a alguém faça a mim. Ele ofereceu sua vida, derramou seu sangue”, acrescentou Monsenhor.

O Bispo emérito da diocese São Luiz de Cáceres, Don José Vieira, também fez um discurso emocionante. O bispo disse que com suas obras de caridades, padre Nazareno incomodava muita gente:

“Cuidando de jovens envolvidos em drogas, cuidando de meninas prostituidas, cuidando do bem-estar, da unidade do amor e da família ele incomodava muita gente. Quando os responsáveis pela cidade não tinham meios ou não queriam cuidar dos doentes, ele cuidou. Quando não olhavam as pessoas necessitadas, que não tinham o que comer (não uma, mais centenas de famílias), ele olhou, cuidou e alimentou.  Quando pessoas idosas sem ninguém, não tinham lugar para morar, alimentar e viver, ele cuidou. Cuidou das famílias. Todos nós fomos aconselhados por ele”, disse Don José.

Também esteve presente no evento o padre Celso Ferreira de Jesus (vigário da paróquia Nossa Senhora de Fátima, Araputanga), e o padre Thiago Bruno, pároco da paróquia São José (Quatro Marcos).

Além das autoridades religiosas, várias autoridades civis também discursaram a respeito da vida e Missão do padre Nazareno. Entre eles, o deputado estadual Wancley Carvalho o prefeito de Jauru Ferreira, vereadores, Juíza de Direito, entre outros.

Após a cerimônia e a sessão de autógrafos, houve uma confraternização para os presentes no evento.

Geral Imprimir